Barragem se rompe em Perdizes e mobiliza Bombeiros

Por Redação 02/06/2020 - 00:00 hs
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
Barragem se rompe em Perdizes e mobiliza Bombeiros
Rompimento da barragem ocorreu no fim de semana

Militares do Corpo de Bombeiros verificaram rompimento de uma barragem próximo a cidade de Perdizes-MG. O acionamento (via 193) aconteceu por parte de moradores na madrugada do último domingo (31), onde as testemunhas informaram que houve o rompimento de um açude. 

Equipes de salvamento e do Pelotão Especializado em Emergências Ambientais (Pemad) foram ao local constataram que o nível da água e tinha ultrapassado e a barreira não suportou se rompendo. Eles fizeram o isolamento do local, vistoriaram a área e não foi constatado nenhum risco para os moradores da região.

U equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada por volta das 2h para atender o chamado de que a água contida no reservatório da fazenda, localizada às margens da BR-452, teria escorrido para uma das barragens existentes no local.

Segundo a corporação, inicialmente havia a informação de que havia risco dessa barragem não suportar o peso extra de água e se romper, colocando em perigo os moradores, as rodovias e as propriedades próximas ao Ribeirão Santa Juliana.

Ainda conforme os bombeiros, o açude que se rompeu tinha capacidade de um milhão de metros cúbicos de água e a barragem que recebeu esse volume de água tinha a capacidade para 4 milhões de metros cúbicos.

Segundo os militares, foi observado que o nível de água na barragem subiu um metro após a chegada da água excedente.

A porta dos vertedores da barragem foi aberta para escoar o excedente e aliviar a pressão na estrutura da barragem, porém os possíveis danos na estrutura só poderiam ser avaliados posteriormente.


Nota Fazenda Água Santa - Sobre o incidente ocorrido na madrugada deste domingo (31), em Perdizes, a Fazenda Água Santa informa que sua equipe de segurança acompanha, de perto, a atuação do Corpo de Bombeiros na avaliação das causas e possíveis impactos.

A Fazenda lamenta o ocorrido e reforça que, apesar dos transtornos, não houve vítimas e não há riscos de novos vazamentos. Ressalta, ainda, que atua, há décadas, com total responsabilidade e respeito ao meio ambiente e à comunidade. A propriedade é uma das fornecedoras de matéria-prima para a Bem Brasil, mas as atividades são independentes. (JC)